A prévia definitiva do Campeonato Mundial HYPERFLY 2021

Depois de dois longos e turbulentos anos, a competição de jiu-jitsu mais importante do mundo, o Campeonato Mundial da IBJJF, ESTÁ DE VOLTA!

A partir do dia 9 de dezembro, os melhores atletas de jiu-jitsu do mundo irão convergir para Anaheim, CA, para competir pelo título mais cobiçado do esporte. Anos de trabalho duro, sacrifício e dedicação serão postos à prova pela chance de alcançar o mais alto nível do jiu-jitsu brasileiro.

Por mais entusiasmados que estejamos em ver todos os competidores se arriscando, sabemos em primeira mão o quão importante este torneio é para nossa equipe de competição HYPERFLY. Acompanhamos suas jornadas por meio de treinamento, coaching e gerenciamento de negócios, ao mesmo tempo em que mantemos seu foco durante os altos e baixos de uma pandemia.

E não temos nada além do maior respeito por todos os nossos atletas que dão o seu melhor.

Este ano temos 18 atletas disputando o HYPERFLY, da faixa azul à preta. E como diz o nosso lema, um disco não é o que te define... o que te define é o seu coração. Sabemos que todos os nossos atletas competirão este ano, ganhando ou perdendo, com coragem e coração. 

Aqui está quem procurar no Campeonato Mundial de 2021.

Faixas Pretas

Isaque Bahiense 

Campeão mundial, líder e membro mais antigo da equipe de competição HYPERFLY, Isaque Bahiense é o nome a ser observado no ultracompetitivo peso médio. Isaque é um competidor feroz e extremamente difícil de pontuar. 

Isaque é um lutador físico perigoso em todas as áreas, em pé, de costas e por cima. Ele é o cabeça-de-chave número um em uma divisão cruel e provavelmente pode encontrar um antigo rival, Tommy Langaker, ou o novato destaque do AOJ, Tainan Dalpra, na final. 

Independentemente de quem Isaque enfrente, o jovem de 26 anos está apenas entrando no seu auge e certamente tem tudo para conquistar seu segundo título mundial.

Fica a dúvida: veremos Isaque vencer o absoluto neste ano? Adoraríamos ver isso.

Ana Carolina Vieira

A tricampeã mundial da IBJJF Ana Carolina Vieira está empenhada em mais um título mundial. Agora proprietária de uma academia de sucesso e líder da equipe de competição AVIV voltada para mulheres, Ana apenas amadureceu como competidora e treinadora. 

Sabemos que Baby tem trabalhado muito no jogo sem kimono na preparação para o ADCC em 2022, mas esperamos que ela tenha uma atuação dominante no meio-pesado deste ano no Mundial. Com apenas cinco mulheres inscritas na categoria temos certeza de que veremos Ana na final e, finalmente, com mais uma medalha de ouro para encerrar 2021.

E se ela entrar no absoluto pode significar ouro duplo para nossa garota em 2021.

Nathan Mendelsohn

Nathan é um competidor veterano e habilidoso artista marcial que está inscrito possivelmente na divisão mais difícil do evento, a categoria meio-pesado. Ex-campeões mundiais como Leandro Lo, Lucas Barbosa e Otavio Sousa serão um desafio difícil para o faixa-preta de Claudio Franca, mas se há uma coisa que sabemos sobre Nathan é que ele não desiste de um desafio.

Nathan é um faixa-preta desconexo, mas técnico, com uma guarda perigosa, um jogo de passes eficaz e uma mentalidade de competidor. Mal podemos esperar para ver Nate derrubá-lo novamente em 2021.

Ana Rodrigues 

Depois de exibições dominantes no mundial nas categorias coloridas, este ano será a primeira vez que Ana terá a chance de disputar o título mundial na faixa-preta. Ela conquistou o mundial em cada faixa, azul, roxa e marrom, e já conquistou dois importantes títulos na faixa-preta, o Europeu e o Pan. 

Não temos dúvidas de que Ana tem tudo para completar sua coleção de títulos mundiais com o ouro no peso pena este ano. Ela tem trabalhado arduamente nos últimos dois anos com a equipe Dream Art, esperando pela oportunidade de mostrar ao mundo o que ela pode fazer. Os dois nomes que darão a Ana suas lutas mais difíceis são a estrela do AOJ Jessa Khan e a ex-campeã mundial Tammi Musumeci. 

Mas sabemos que o trabalho duro e o coração de Ana a levarão ao título de faixa-preta que ela tanto esperava.

Lucas Gualberto

Lucas Gualberto é mais um produto do Dream Art Team, é um faixa-preta jovem e durão que lutará ao lado do técnico Isaque no peso médio. Como mencionado, a categoria dos médios é uma das mais duras e disputadas do evento, mas é exatamente para isso que Lucas vem treinando.

Ele é campeão mundial na faixa-roxa, campeão europeu na faixa-marrom e se prepara para a estreia no mundial na faixa-preta desde os 10 anos de idade. Lucas além de ser um lutador técnico, tem um coração tremendo e parece sempre dar um jeito de vencer. 

O tempo de preparação de Lucas com o Dream Art Team será útil para ele quando ele subir ao maior palco de sua vida até agora esta semana em Anaheim.

Maria Malyjasiak

Maria está em crise desde que voltou às competições em 2021. Recentemente, ela venceu o Pan de kimono e sem kimono da IBJJF 2021 e ficou em segundo lugar no Mundial Sem Kimono. Ela também tem alguns ouros e pratas no absoluto.

Por conta disso, ela conquistou o primeiro lugar no peso pesado e é favorita ao ouro. Não temos dúvidas de que “Grumpy Girl” representará a HYPERFLY como sempre faz, com uma combinação vencedora de técnica e coração.

A categoria peso pesado, porém, não será fácil, com 11 mulheres duronas inscritas atualmente, mas sabemos que Maria provavelmente conquistará seu lugar no pódio. E depois da medalha de bronze no absoluto no Pans, estamos ansiosos para ver o que ela pode fazer no cenário mundial.

Brandon Walensky

Um dos nossos atletas favoritos é Brandon Walensky, um peso pena habilidoso, com técnica incrível e estilo focado em finalizações. Brandon está sempre caçando a linha de chegada e tem uma guarda perigosa que pode pegar qualquer um.

Ele está inscrito no hipercompetitivo peso pena e pode enfrentar o ex-campeão mundial Jamil Hill no segundo round. Mas se há algo que sabemos sobre Brandon é que ele adora desafios e fará tudo o que puder pelo W.

A categoria peso pena é muitas vezes considerada a divisão “mais técnica”, com ataques rápidos, ritmo feroz e oponentes extremamente difíceis. Brandon tem todas essas qualidades em seu arsenal e saberemos que elas estarão à mostra em Anaheim.

Gabi McComb

Já em seu terceiro ano como faixa-preta, Gabi está cotada para conquistar seu primeiro título mundial na categoria elite. Ela já é bicampeã Pan faixa-preta e medalhista de bronze mundial. Depois da prata no Pans 2021 sabemos que Gabi está mais faminta do que nunca por esse título mundial.

Uma recente mudança de equipe para a Atos a colocou entre campeãs mundiais femininas como Luiza Monteiro e Angélica Galvão. Não é uma má companhia para se estar quando você está em busca de um título mundial.

Será essa a centelha que ela precisa para levar o ouro para casa em 2021? Com nomes como Bianca Basilio e Amal Amjahid inscritos, não será pouca coisa ficar em primeiro, mas pode ser exatamente o que Gabi precisa para levá-la ao topo do pódio. Mal podemos esperar para assistir.

Iara Soares

Apenas em seu primeiro ano como faixa-preta Yara já acumulou a medalha de ouro absoluto no prestigiado Pan. Ela está inscrita na categoria ultrapesado e provavelmente encontrará sua rival Gabi Pessanha ou o rolo compressor e multicampeão mundial Gabi Garcia.

Mesmo assim, Yara tem treinado no conceituado Dream Art sob a supervisão de Isaque Bahiense e entre estrelas femininas como Bia Besquita e Ana Rodrigues. Yara é capaz de dominar totalmente o mundo, incluindo ouro no peso e absoluto.

Será o primeiro ano do título mundial faixa-preta para o novato? Estamos pensando assim, mas mal podemos esperar para ver o que acontece no domingo.

Cintos Coloridos

Na faixa marrom temos orgulho de ter Terrance Souser, Arthur Mariath e Samantha Hall representando a marca.

Nossas faixas roxas são Pablo Perez e La'Catherine Transleau e nossas faixas azuis são Sophia Rose Magana, Giovanna Jara de Souza, Pedro Henrique e Thaynara Soares.

Assista toda a ação ao vivo no FloGrappling e confira nosso Guia de Presentes de Natal aqui!